segunda-feira, 2 de outubro de 2017

Destino


Vejo nas pessoas os arcanos
que aguardam decifração, 
elucidação, tradução e respectivo
entendimento de si para si mesmo...

E é justo essa a minha nobre e sóbria
missão, a de esclarecer o enigma
dentro do intrínseco silêncio
do qual nos alienamos, até
não ser mais possível qualquer
alienação... 

Eu sou o encontro dos caminhos,
o mensageiro que de dentro
da caixa de pandora
extrai a luz antes da escuridão.

O Jardim das Delicadezas


Eu vivo nessa pulsação 
com as coisas simples deste mundo

O cheiro do café passado
nas manhãs,
o canto dos sabiás
entre setembro e outubro,
o silêncio da noite,
os caminhos inexplorados
das ruas que eu cruzo,
a solidão das esquinas,
a chegada da chuva,
a sonata das trovoadas,
o perfume da terra...

E a honradez do espinheiro,
que floresce mesmo
que ninguém o ame...

Desencontro

Deus mora nas alturas do nosso pensamento, e só o vemos perfurando  com a espada do silêncio o teto escuro dos sentimentos, que fic...