terça-feira, 19 de agosto de 2014

Manifesto Romântico



Decidi que algumas coisas vão passar,
que alguns clássicos vão ficar de fora,
que não há jeito, nem tempo de ler.
Que me perdoe Herman Melville,
mas tenho minha própria Moby Dick
a caçar por mares longínquos e escuros...

Há lugares que sonhei, 
que simplesmente
ficarão lá, nos sonhos...
Suas ruas incógnitas,
seus cafés desconhecidos
e suas esquinas, tão ricas
e cheias de história,
não farão parte de 
minha própria história...

Os livros e seus temas universais,
as cidades e suas lendas colossais

Perderam a importância diante do anseio universal
de viver um grande Amor,
e do desafio colossal de vivê-lo por uma vida inteira!

Quero a aventura de olhares que rumam numa mesma direção,
e de que mesmo quando se perderem um do outro 
tenham a loucura da compreensão...

Quero encontrar com alguém um lugar neste mundo
que possamos chamar de lar, 
o que cá entre nós, é mais interessante que escalar uma montanha
só pra ver Machu Picchu, ou vislumbrar as ruínas de Athenas...

Eu quero a união de duas vida serenas
que se encontrem e compactuem em viverem juntas,
em construir sonhos comuns e em se comunicar, 
com ou sem palavras,
e por uma vida inteira...
E cuja maior ambição, 
seja a de morrer de mãos dadas!

sexta-feira, 8 de agosto de 2014

Astrologia Pessoal



Percorri caminhos de fogo 
fugindo da luz do verão!
Nasci das nuvens, entrei 
nas águas da chuva, comi 
dos versos que as árvores 
lançaram em flor sobre o chão...

Brotei dos meus sonhos
(criatura estranha, sonâmbulo
dos dias, viajante das eras),
tenho um cansaço que me atravessa
desde sempre e conversa
com memórias que não sei
de onde vem

Num espelho remoto lançado
às alturas do espaço, aguarda
minha carta natal o cumprimento
do meu destino e do meu ocaso...

Destino

Vejo nas pessoas os arcanos que aguardam decifração,  elucidação, tradução e respectivo entendimento de si para si mesmo... E é just...