sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Âncora



Fui espiar a cara da lua
- Hoje maior do que nunca nos céus...!

Estava linda! Medalhão de prata
com aréolas irisadas,
um sol opaco resplandecendo
na madrugada,
um espelho de sonhos...

E meu espírito abriu asas
em sua direção,
e voltei, como sei que fiz antes,
em sonhos, em versos, em ritos atávicos...

Voei à minha casa lunar
com salões de nácar
e brisas de tule acinzentado...

Mas, uma vez lá, estranhamente,
tudo me remeteu à minha casa terráquea,
onde sonhos de beleza, amor e verdade
abrem rios de sangue no chão,
neste mesmo chão
de onde brota nossa estúpida humanidade.

Travessia Noturna


Atravesso a imensidão da noite
com minha embarcação de sonhos.

E as minhas velas estreladas,
amarradas às nuvens azuis da madrugada,
vão recortando o longe,
vão desenhando o perto...

E cruzo o imenso
oceano dos homens
que de fé, poesia, amor e risos
é quase um deserto!

Destino

Vejo nas pessoas os arcanos que aguardam decifração,  elucidação, tradução e respectivo entendimento de si para si mesmo... E é just...