quinta-feira, 26 de junho de 2014

Caçador da Lua



É preciso cavar o mais fundo possível 
até se achar o solo da lua,
não a do sidéreo,
mas a lua imaginária
que habita o peito
dos sonhadores,
dos adivinhos e profetas,
das bruxas e curandeiras,
e dos poetas!

E arrancá-la do chão
escuro da alma
e lançá-la no céu da inspiração,
pra cruzar os mares do infinito!

Sexta-feira 13




O dia 13/06/2014 foi uma sexta-feira 13 de lua cheia, 
e outra só se repetirá daqui há 35 anos! Escrevi esses versos no dia 
- ou melhor na noite - mas só consegui postá-los agora!


Hoje é noite de sexta-feira 13,
por isso dancemos todos, dancemos
transeuntes, traidores, bêbados!

Dancemos todos, dancemos,
esqueletos, gatos pretos, feiticeiros!
Porque o visto e o não visto
possuem um lado escondido
uma lado sagrado e místico
ou um lado torto e bandido

Dancemos todos, dancemos
seguindo a sina da nossa loucura,
da nossa alegria e da nossa fúria!
Dancemos, pois que dançar 
com o mistério, o inexplicável e
o desconhecido, é a maior alegria
que a vida ainda nos propicia!

Dancemos sem demora porque
outra sexta e outra lua cheia 
como estas... só se reencontram
daqui a há três décadas e meia!

terça-feira, 3 de junho de 2014

O Bobo



Riam! Podem rir! Sim, eu sou 
um homem que ama rosas, e jardins.
Que sonha com amores e romances
e que crê em Deus, mas não como
um velho mau-humorado sobre as nuvens.
Eu creio no Deus que vive dentro
de nossas preces, e que cai com a chuva
e que se revela nos rostos dos que se amam,
dos que se doam e se sacrificam por algo
ou por alguém, sem saber bem o por quê!

Sim, podem rir enquanto eu vejo
que todas as loucuras e ensejos
fazem parte de um sentido único,
que permeia minhas buscas todas
enquanto eu divago e dialogo com
as coisas do infinito!

Encontro Sobrenatural

A rua estreita iluminada com luares que enfeitavam de outros ares a viela urbana, que assim preenchida de um silêncio antigo, guard...