sábado, 10 de novembro de 2012

Fantasmagórico



Neblina,
véu de prata da colina
que caiu na manhã
nebulosa

Pálida noiva da brisa
que fazes rondando
a manhã de primavera?
Perdida entre a montanha,
a ruazinha deserta
e a loja da florista da esquina?...

“Ando a procura do mar
rondando a rota das águas frias
procurando o nácar que ilumina
o destino das coisas perdidas”...


Encontro Sobrenatural

A rua estreita iluminada com luares que enfeitavam de outros ares a viela urbana, que assim preenchida de um silêncio antigo, guard...