sábado, 10 de novembro de 2012

Fantasmagórico



Neblina,
véu de prata da colina
que caiu na manhã
nebulosa

Pálida noiva da brisa
que fazes rondando
a manhã de primavera?
Perdida entre a montanha,
a ruazinha deserta
e a loja da florista da esquina?...

“Ando a procura do mar
rondando a rota das águas frias
procurando o nácar que ilumina
o destino das coisas perdidas”...


Sobre Caminhos...

Tem caminhos que se acha, tem também caminhos que nos acham... Mas eu acho que tem  caminhos que se acha dentro, depois de muitas j...