quarta-feira, 24 de julho de 2019

As Flores de Dentro



E a neblina grossa da tarde
se rompeu em chuva,
na cantoria das calhas,
no silêncio das ruas,
no vaso de violetas sem flores

Tudo úmido e escuro
aguardando floração...

Sinto sementes de flores violetas
guardadas em meu coração,
que sem chuvas ou brumas,
ou noites escuras
aguardam as flores coloridas,
de amor e ternura,
que florirão!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

As Flores de Dentro

E a neblina grossa da tarde se rompeu em chuva, na cantoria das calhas, no silêncio das ruas, no vaso de violetas sem flores Tudo úmi...