quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Somiador



Conto a pulsação da noite
e mais uma vez, a escuridão
mais funda vive na face oculta
da terra...

E somos todos, por breve
eternidade noturna,
herdeiros dos seus monstros
e fábulas, dos seus versos
e mistérios...

E viajamos amalgamados
aos seus segredos, revelados
e não revelados pela mente
cortante dos homens...

Mas só a percebe pulsar
os poucos sonhadores
acordados que velam
por todos os negrores
desse mundo...

Sobre Caminhos...

Tem caminhos que se acha, tem também caminhos que nos acham... Mas eu acho que tem  caminhos que se acha dentro, depois de muitas j...